AMAZÔNIA EM CHAMAS

Durante o verão amazônico, fazendeiros, garimpeiros e grileiros promovem volume inédito de queimadas da floresta amazônica, na esteira de pronunciamentos e políticas do governo do presidente Jair Bolsonaro aumentando a impunidade contra criminosos ambientais. A área devastada pelos fogos em 2019 foi 46% maior que em 2018, um recorde desde que as queimadas passaram a ser observadas por satélite, enquanto o número de multas aplicadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) foi o menor em 15 anos. Cobertura especial para o jornal português Expresso.

Novo Progresso (PA), 31/08/2019 - Área de floresta recém derrubada é incendiada, apesar de decreto presidencial proibindo queimadas em todo o país

  • Flickr Clean
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon